quarta-feira, 21 de agosto de 2013

"É difícil ter respeito", diz Carol Dias



Recentemente Carol Dias esteve envolvida em mais um boato de ser garota de programa, algo que sempre rolou com a maioria das panicats. A musa ficou muito chateada com a repercussão do caso e acha que as pessoas confundem as coisas quando se trata de um trabalho que envolve exibir o corpo.

"Eu acho que é muito difícil você mostrar para o público que você pode ser inteligente, pode ser uma pessoa bacana", diz. Ela acredita que a falta de respeito está ligada ao fato de usar pouca roupa no palco durante o Pânico na Band.
"Quando você trabalha de biquíni, infelizmente as pessoas te julgam muito. Aí existe o preconceito da mulher gostosa e burra, da mulher fútil, enfim", pontua.
Muita gente acha que por ela exibir suas curvas na televisão, a panicat dá o direito de ser tratada como um objeto. No entanto, Carol tem a esperança de que aos poucos esse preconceito mude. "Acho que com o tempo você pode mostrar que você pode ser uma mulher diferente, respeitada, que trabalha com o corpo mas que também faz outras coisas, que também ajuda as pessoas".

A beldade acha que sua profissão não é apenas se exibir aos domingos, mas também pretende ser uma referência. "O trabalho com a sua imagem também é importante para você dar bons exemplos, eu acho que tem os dois lados", conclui.